Lorenzo Pazolini deverá ser candidato a prefeito em Vitória pelo Republicanos

Nem PSL, nem PSDB. Uma conversa realizada no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, nesta terça-feira (15), teria fechado de vez a articulação em torno da candidatura do deputado estadual Lorenzo Pazolini (sem partido) à prefeitura de Vitória em 2020 pelo Republicanos. A informação já circula nos bastidores do mercado político e fecha questão, também, em relação à decisão ventilada tempos atrás, de que o deputado federal Amaro Neto, campeão de votos em 2018, irá cumprir seu mandato e se preparar para as eleições ao Palácio Anchieta em 2022, o  que libera ainda o campo na Serra, onde também era cotado como candidato a prefeito. Com apoio de Amaro, o espaço ocupado por Pazolini o colocará em linha de frente com o colega de plenário Sergio Majeski (PSB), o mais votado à Assembleia no ano passado, seguido do delegado na segunda posição. Desde que saiu do PRP, Pazolini é cobiçado por várias legendas e aparece bem posicionado em levantamentos internos na Capital, aproveitando-se da maré positiva para valorizar seu passe. Mas, depois de desfilar na área do PSL, que entrou em crise profunda, e acenar para o ninho tucano, a proposta do Republicanos parece ter falado mais alto no tabuleiro de ofertas.