“Meu grupo está acostumado a entrar na história” Renato Gaúcho

Técnico tricolor destaca qualidades e favoritismo do adversário de quarta-feira, na semifinal da Libertadores, devido ao dinheiro investido

O técnico Renato Gaúcho fala em “fazer história” no Maracanã a partir das 21h30 de hoje, diante do Flamengo. Em entrevista coletiva nesta terça, o treinador rasgou elogios ao adversário, admitiu superioridade do Rubro-Negro no confronto, mas lembrou as façanhas que sua equipe já realizou.

Durante os últimos meses, Renato usou mais de uma vez a expressão “melhores do Brasil” para se referir aos dois times. Na entrevista, contudo, admitiu que o Flamengo vive momento melhor. Inclusive, prevê o time de Jorge Jesus como campeão brasileiro em “cinco ou seis” rodadas.

– Hoje, no momento, o Flamengo está jogando mais que o Grêmio, tem poucos problemas de lesões, e o Grêmio vem tendo. E o grupo do Flamengo é mais forte que o do Grêmio. Está aí, liderando o Brasileiro. Na minha opinião, só perde o Brasileiro para ele mesmo. Agora, se invertesse os papéis, o Flamengo montasse o grupo sem gastar e eu com milhões, eu tinha que ser o favorito. Mas ser favorito não quer dizer que está na próxima fase – apontou o treinador gremista.

– Se o Grêmio chegou em uma semi de Libertadores, vai mudar? O que está certo, não muda. Se temos sucesso em três anos, não tem por que mudar. Conheço muito bem o Flamengo, é um time que se você se amedrontar, vai sofrer o jogo todo e não vai ganhar. Gosta de jogar sufocando o adversário. Mas o Grêmio também é grande. Teremos 90 minutos de muitas emoções – completou Renato.