Moro diz que não há prazo para retirar Força Nacional de Cariacica

No início de outubro, o presidente Jair Bolsonaro criticou, entre as cidades que receberam o programa “Em Frente, Brasil”, o município de Cariacica. Moro garantiu a manutenção das tropas

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, chegou na manhã desta terça-feira (29) ao Espírito Santo. Em entrevista coletiva, Moro garantiu a permanência das tropas da Força Nacional em Cariacica e disse que não há prazo para a retirada dos militares.

“Queremos a redução da criminalidade. Com isso não há prazo para a manutenção do projeto Em Frente Brasil em Cariacica. Combater não é uma corrida de 100 metros, é uma maratona. Com isso, a parceria entre o Governo Federal, os estados e municípios é fundamental para o combate da criminalidade e sucesso do projeto”, disse o ministro.

No início de outubro, o presidente Jair Bolsonaro criticou, entre as cidades que receberam o programa “Em Frente, Brasil”, o município de Cariacica. Sobretudo uma medida do prefeito de Cariacica, Geraldo Luzia de Oliveira Junior (Cidadania), o Juninho, que implementou um disque-denúncia para receber abusos da Força Nacional de Segurança. “Se a questão da segurança tá muito bem em Cariacica, a gente muda de cidade”, disse.

O “disque denúncia”, no entanto, era o canal da ouvidoria do município, pelo número 162, que foi implementado em 2017.

O Ministro da Justiça, Sérgio Moro, ressaltou que a criminalidade no País já reduziu em 20% nos primeiros meses de governo. No entanto, segundo ele, é necessário trabalhar de forma conjunta para que os índices de violência caiam ainda mais.

Agenda de Moro

O ministro também veio conhecer um pouco mais sobre o Programa Estado Presente em Defesa da Vida. A ação do Governo do Estado serve como referência para o Governo Federal na construção de uma política de Segurança Pública em âmbito nacional.

No período da tarde, o ministro vai acompanhar em Cariacica algumas ações relativas a atuação da Força Nacional no município.