Obras bem adiantadas para construção do novo calçadão da Praia Central em Anchieta

As obras começaram há alguns dias e estão bem adiantadas. Também será contemplada a revitalização de um trecho de 300 metros, no início da praia, com instalação de diversas melhorias.

Os serviços de revitalização da orla da Praia Central já começaram. Estão inclusos nessa intervenção a reconstrução de 1.190 metros do calçadão e a revitalização de um trecho de 300 metros, onde haverá melhorias na iluminação, instalação de bancos, academia popular, jardinagem entre outras melhorias.

A obra foi dividida em duas etapas.  A reconstrução do calçadão, que já foi iniciada está bem adiantada, contemplando 1.190 metros de extensão. A outra parte é arevitalização do trecho que compreende da ponte Cônego Barros até a altura da agência do Banestes. Essa última etapa será iniciada após o verão, a fim de não atrapalhar o trânsito durante a alta temporada. O investimento total é de cerca de R$ 1 milhão com recursos próprios do município. A empresa EFG Construtora, vencedora do processo licitatório, tem prazo de 180 dias para entregar a obra. 

No percurso do centro até a Vila Samarco – num total de 1.190 metros, todo o calçadão será refeito, incluindo troca do piso e do meio fio e outras melhorias. “O objetivo é dar mais segurança para quem usa o trajeto e embelezar a cidade”, disse o prefeito Fabrício Petri.

Já no trecho que será revitalizado – num total de 300 metros -, serão instaladas estações de exercícios com aparelhos em inox, o calçadão será refeito, haverá recuo para estacionamento de veículos, faixas elevadas, arquibancada com pergolado, além de serviço de paisagismo.

Para o prefeito, a obra é de grande importância para a cidade, além de oferecer mais segurança para os moradores e visitantes, irá dar mais beleza ao local e fomentar o turismo na sede de Anchieta. “É uma obra que Anchieta precisa. O calçadão será refeito e iremos revitalizar parte da orla. Com isso, toda extensão da Praia Central receberá obras, já que foi concluído o muro de contenção da maré na Ponta dos Castelhanos e outro será executado na Vila Samarco”, lembrou.

No trecho do centro da cidade, que foi revitalizado há três anos, não haverá intervenções.