Se pudesse escolher, em qual país gostaria de viver? O Brasil de 2020 ou o de 2010?

O Brasil se transformou em um palco de debates políticos recheado de agressões. Porque? Quando foi que apertaram o botão do caos?

Em 2008, quando Lula (PT) ainda governava o país, era lançado o primeiro smartphone com sistema Android no Brasil. A novidade era para poucos e não oferecia ainda uma vasta diversidade de aplicativos, principalmente as famosas redes sociais, que tinham critérios rigorosos de cadastramento.

O Governo Lula caracterizou-se pela baixa inflação, que ficou controlada, redução do desemprego e constantes recordes da balança comercial. Em sua gestão observou-se o recorde na produção da indústria automobilística em 2005, e o maior crescimento real do salário mínimo.

O fortalecimento da nossa economia durante esse período (2003-2007) foi o grande responsável pelo fato de os impactos da crise econômica de 2008 terem sido reduzidos no Brasil em comparação com o cenário internacional. Esses impactos não foram mais bruscos porque o governo tomou medidas que incentivaram o consumo interno.

Entre 1995 e 2003 Fernando Henrique Cardoso (PSDB) conduziu o país e deixou como marcas positivas do seu governo a continuidade do Plano Real, iniciado por Itamar Franco que tinha o próprio Cardoso como Ministro da Fazenda; o fim da hiperinflação, e a criação de programas sociais pioneiros, como o bolsa-escola, o vale-gás e o bolsa-alimentação.

Ainda que os partidos e os eleitores dos ex-presidentes sempre estivessem em lados opostos, os debates e a penetração do assunto nos lares, ou bares, era sempre muito superficial e quase nunca acalorada.

Alguém conhece uma família que tenha ficado dividida, que seus membros tenham deixado de conviver, ou até mesmo chegar a vias de fato por falta de conexão política entre 95 e 2011? Arrisco avançar um pouco nos anos, até a saída da presidente Dilma?

Este ódio que percebemos nos dias de hoje estava guardado, esperando uma forma viável para ser externado? Foram as redes sociais que liberaram estes monstros?

Vivemos uma eleição infinita desde o segundo mandato da presidente Dilma. Os políticos e seus seguidores não desceram dos palanques. Parte da imprensa, que tem papel fundamental, em algum momento nutriu todo este caos, e agora perdeu completamente o controle. Aliás se mostra perdida, tentando achar seu novo espaço nesta mesa onde todos possuem seu próprio microfone.

É praticamente impossível chegar a uma conclusão, mas uma coisa é certa. O Brasil de FHC, Lula e Dilma era um país onde as pessoas se respeitavam mais. E quando o assunto é desenvolvimento econômico, industrial, cultural, de acesso a educação? Gostaria de finalizar da mesma forma que iniciei. Com um questionamento? Evoluímos? Se pudesse escolher, em qual país gostaria de viver. O Brasil de 2020 ou o de 2010?

Roberto Velasco
Publicitário
Consultor de Marketing
CEO da MV Comunicação
Escritor