Ocupação de UTI cai, municípios voltam a risco baixo e comércio pode ser flexibilizado

Pela primeira vez desde o começo da divulgação do mapa de risco, municípios da Grande Vitória passam a risco moderado. Ocupação de UTI é de 76%

Pela primeira vez desde o início da vigência do mapa de risco, em 20 de abril, municípios da Grande Vitória deixam o risco alto de contaminação pelo novo coronavírus e passam a risco moderado. A redução, segundo o governador do Estado, Renato Casagrande, é graças principalmente à redução de ocupação dos leitos de UTI para 76%. Assim, já a partir de segunda, todo o comércio de Vitória, Vila Velha e Serra podem abrir até sexta, das 10 h às 16 H, sem necessidade de rodízio. Cariacica continua enquadrada em risco alto.

O anúncio foi feito pelo governador durante entrevista coletiva concedida neste sábado (18) para apresentação do 14° mapa de gestão de risco da covid-19 no Estado. Casagrande também anunciou uma mudança na composição do mapa, com a substituição da taxa de pessoas contagiadas por pessoas ativas com o vírus.

“Temos 68% de pessoas curadas e 32% contagiadas, com o vírus ativo em seus organismos, número de 28 dias atrás. Então agora temos no mapa de risco casos ativos, letalidade, isolamento e número de leitos de UTI ocupados”, disse Casagrande.

E, com a diminuição de municípios enquadrados em risco alto (agora são 14 cidades), o governador disse que não teme adoção de medidas, por parte das cidades, que sejam contrárias aos protocolos estabelecidos pelo Estado. Nesta semana, Guarapari publicou decreto permitindo funcionamento de bares e restaurantes até às 22 h com atendimento presencial, contra decreto do governo que permite presença apenas até as 18 h.

“Temos problemas pontuais com municípios, mas o Ministério Público tem atuado. O município pode ser mais rigoroso do que nós, mas não pode ser mais flexível. O MP tem participado conosco do debate, atuou em Guarapari e outros municípios. Não estamos na normalidade, não passamos pela pandemia, mudou o status porque conseguimos administrar o sistema de saúde, mas nosso número de óbitos ainda é muito grande. Então a gente pede ajuda aos gestores municipais. Peço ajuda dos gestores e de cada capixaba”.

E mais uma vez, Renato Casagrande alertou que os cuidados devem permanecer. “Com a evolução, alguns municípios estarão em risco baixo ou moderado. Mas ainda há risco. Ameaça, mesmo que numa medida um pouco mais baixa. Nessas regiões o impacto aconteceu no início, por isso que estão dessa forma. Cada município tem um trabalho a fazer. Se quiser avançar para risco baixo precisa isolar casos ativos. A matriz estabelece e impõe um controle municipal muito grande. O trabalho que o município faz, com o médico de saúde na família, controle de casos ativos, é importantíssimo. Nós estamos ainda em um momento que exige toda cautela, mesmo com risco baixo, moderado. Então, temos que manter distanciamento social, isolamento, uso de máscara, no estado todo. Depende de cada um de nós capixabas”, afirmou o governador.

Risco Alto:

Alto Rio Novo Aracruz, Bom Jesus do Norte, Cariacica, Colatina Ibiraçu, Linhares, Mimoso do Sul, Nova Venécia, Presidente Kennedy, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, Sooretama e Vila Valério.

Risco Moderado:

Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alegre, Anchieta, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceição do Castelo, Conceição da Barra, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Guaçuí, Guarapari, Ibitirama, Irupi, Itapemirim, Iúna, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Montanha, Mucurici, Muqui, Pancas, Pinheiros, Piúma, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Teresa, São José do Calçado, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra, Vargem Alta, Viana, Vila Velha e Vitória.

Risco baixo:

Alfredo Chaves, Apiacá, Atílio Vivacqua, Brejetuba, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Governador Lindenberg, Ibatiba, Iconha, Itaguaçu, Itarana, Jaguaré, Laranja da Terra, Muniz Freire, Pedro Canário, Ponto Belo, Santa Maria de Jetibá, Venda Nova do Imigrante e Vila Pavão.