Alunos que não quiserem retornar, poderão continuar com atividades remotas no ES

Apesar do anúncio da retomada das atividades presenciais alternadas nas escolas do Espírito Santo em cidades com risco baixo para Covid-19, a partir do dia 5 de outubro, os alunos poderão decidir se querem retornar para as unidades físicas ou permanecer apenas com as atividades remotas. A explicação foi feita nesta sexta-feira (25) pelo secretário de Educação Vitor de Angelo, em entrevista coletiva com a presença do governador Renato Casagrande e do secretário de Saúde Nésio Fernandes.

“Em relação ao anúncio geral, estará suspensa a proibição de aulas presenciais a partir de 5 de outubro. As escolas privadas poderão retomar as atividades nos ensinos fundamental 1, 2 e médio. Em 13 de outubro retornam as escolas do Estado e dos municípios. Já a educação infantil, a retomada é possível no dia 5, mas em outros moldes. Estará autorizada a volta apenas para atendimento de pequenos grupos, conforme vamos detalhar na próxima terça, em portaria. A rede estadual será no dia 13, começando pelo ensino médio, depois o fundamental 2 e, seguindo, para o fundamental 1, levando em conta 15 dias entre cada etapa”, explicou de Angelo.

Saúde

O secretário de Saúde, Nésio Fernandes, ressaltou que o Estado tem condições de retornar as atividades com segurança seguindo os protocolos estipulados. “Do ponto de vista sanitário, não seria razoável mantermos a restrição após vivermos 12 semanas de queda sustentada e ininterrupta de casos e óbitos. Estamos reunindo as condições para uma retomada segura. Hoje temos como fazer testagem de massa. Podemos fazer testagem dos profissionais que atuam na educação, um censo sorológico aos profissionais da educação do Espírito Santo”, explica Nésio Fernandes, secretário de Estado da Saúde.

Nésio explicou, ainda, que a decisão segue o Mapa de Risco que analisa semanalmente a situação no Estado. “Se houver aumento de mortes, internações, medidas de restrição voltarão a ser tomadas”, disse.