Espírito Santo tem 1725 pessoas fora de casa por causa das chuvas

Nesta sexta-feira(11) a chuva deu uma trégua para os capixabas da Grande Vitória e alguns municípios do interior. No entanto, como muitas cidades foram afetadas por inundações e enchentes, o número de pessoas que ainda não podem retornar para suas casas atingiu o número de 1725, segundo boletim da Defesa Civil do Espírito Santo. 

De acordo com o boletim, divulgado no início da tarde desta sexta-feira (11), apenas em Castelo, no Sul do estado, há 1500 desalojados e outras 199 pessoas desabrigadas.  Ainda segundo o boletim, há 06 pessoas desalojadas em Ibiraçu, 08 em Cariacica e 11 em Viana. 

Os desabrigados da cidade de Castelo estão acomodados na Escola Madalena Pisa, que recebeu 169 pessoas, e na Igreja católica, que acolheu outras 30 pessoas.

De acordo com o boletim da Defesa Civil, não há registros de ocorrência nesta sexta-feira (11) nas cidades da Grande Vitória. Em Castelo, a cota do Rio Castelo está abaixando, e não há registro de pontos de inundação na cidade.

Em Muniz Freire, segundo o boletim, o Distrito de Menino Jesus está com o abastecimento de água prejudicado. Em Pancas, cidade que registrou o maior acumulado de chuvas nas últimas 24 horas, houve deslizamento de encosta em diversos pontos de uma rodovia, além da queda de uma árvore na Rodovia ES 341, que já tem trânsito liberado. 

Ainda segundo o boletim da Defesa Civil estadual, a cidade que apresentou o maior acúmulo de chuva, nas últimas 24 horas, foi Pancas, onde o volume chegou a 81,04 milímetros. Completam a lista das cinco cidades com os maiores acumulados de chuva Cariacica com 63.48mm, Conceição da Barra 61.6mm, Serra 58.56mm e Viana com 53.64mm.