Polícia Militar vai fazer escolta de vacinas no Espírito Santo

Um esquema foi preparado para garantir a segurança no armazenamento e na distribuição das doses do imunizante para os municípios capixabas

Os membros da diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) devem se reunir neste domingo (17), para discutir se irá autorizar o uso emergencial das vacinas desenvolvidas pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica Sinovac, e da Fiocruz, parceira do consórcio Astrazeneca/Oxford.

Caso o uso emergencial seja liberado, a expectativa do governo federal é de iniciar a campanha de imunização, em todo país, já na próxima semana. No Espírito Santo, um esquema foi preparado para garantir a segurança no armazenamento e na distribuição das doses da vacina.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Alexandre Ramalho, a Polícia Militar irá escoltar as doses no local onde forem armazenadas e no translado para os municípios. “Está tudo alinhado para garantir a segurança onde elas estiverem, assim como, no momento da vacinação, que estaremos dando total proteção à população nos pontos de vacinação”, disse.

Na manhã deste sábado (16), o estado recebeu a primeira remessa das seis milhões de seringas que foram adquiridas para reforçar o esquema de vacinação nos municípios capixabas. Ao todo, 1,5 milhão de seringas foram entregues. 

O governador Renato Casagrande afirmou que outros lotes devem chegar ao Espírito Santo até o próximo mês e garantiu que o estado está preparado para a campanha de imunização. “O Espírito Santo está totalmente preparado para a vacinação contra a covid-19 e a nossa angústia é com a vacina. Estamos ansiosos para que possa chegar logo. Ao que cabe ao Estado, estamos preparados”, garantiu. 

O secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes, acompanhou junto com o governador a entrega das seringas e reforçou que, além dos insumos adquiridos para reforçar o início da campanha de imunização, uma nova aquisição será realizada. 

“Desde outubro do ano passado, estávamos com um processo de compras finalizado para essa aquisição das 6 milhões de seringas. Atualmente, os estoques dos municípios contam com cerca de 800 mil unidades, e ainda temos um processo tramitando para a aquisição de mais de 10 milhões de seringas. Ou seja, o Espírito Santo está mais que preparado para receber as doses da vacina e iniciar a imunização”, garantiu.