Serra decide suspender feriado de Carnaval por causa da covid-19

Município considerou dados do painel estadual e, por meio de nota, citou que cidade é a segunda em número de mortes, com 711 registros

A Prefeitura da Serra decidiu suspender o ponto facultativo no Carnaval deste ano, que cai nos dias 15, 16 e 17de fevereiro. O município informou que não vai haver publicação em Diário Oficial, já que a data seria de expediente normal e só haveria publicação se fosse decretado o ponto facultativo. 

“A Prefeitura da Serra decidiu não decretar o ponto facultativo nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro. Portanto, os dias serão de trabalho normal na cidade. A decisão foi tomada com base nos números do mapa de risco da pandemia do novo coronavírus. A Serra, segundo o painel estadual da covid-19, é o segundo município com mais mortes por causa do vírus, com 711 registros. Além disso, acumula 35.992 casos confirmados da doença”, diz nota oficial emitida pela prefeitura.

O município da Serra acompanha Vitória, que já havia anunciado a suspensão do ponto facultativo de Carnaval, com a publicação do calendário da cidade no dia 21 de janeiro em Diário Oficial. A gestão do município tomou a decisão por  considerar que a realização de eventos de grande porte depende, diretamente, do calendário de vacinação contra o coronavírus. “A prioridade é cuidar das pessoas e salvar vidas”, disso o prefeito, Lorenzo Pazolini.

Já outros municípios da Grande Vitória disseram que vão manter o feriado, seguindo o calendário divulgado pelo governo do Estado em Diário Oficial do dia 22 de janeiro.

A Prefeitura de Vila Velha informou que, por enquanto está mantido o que foi publicado no Diário Oficial do município no início do governo, no dia 4. Ou seja, nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro haverá ponto facultativo. No entanto a prefeitura informou que o ato pode ser revisto tendo em vista o quadro de evolução do mapa de risco do coronavírus e da vacinação.

A Prefeitura de Cariacica também informou que estão mantidos os pontos facultativos do Carnaval. No entanto, a decisão pode ser revista de acordo com a evolução da pandemia.