Lula lança Haddad para eleição de 2022 e gera críticas na esquerda

A notícia de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já endossa o nome de Fernando Haddad (PT) para concorrer à Presidência da República em 2022 gerou reação de Guilherme Boulos (PSOL), uma das novas e mais promissoras lideranças da esquerda no Brasil.

“Defendo que a esquerda busque unidade pra enfrentar Bolsonaro. Para isso, antes de lançar nomes, devemos discutir projeto”, publicou o ex-candidato à Presidência pelo PSOL em seu perfil no Twitter nesta sexta-feira (5).

Coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores sem Teto), Boulos foi ao segundo turno na disputa pela Prefeitura de SP, em 2020, enquanto o PT teve desempenho pífio. O candidato do PSOL, no primeiro turno, teve 20,2%, dos votos válidos -o candidato do PT, Jilmar Tatto, teve 8,7%.