Victor Coelho será o novo Presidente da AMUNES

Prefeito em início de segundo mandato, Victor Coelho (PSB) subirá mais um degrau político no próximo dia 31, com a confirmação, pela Associação dos Municípios do Estado (Amunes), de chapa única em sua eleição interna.

Aliado do governador Renato Casagrande (PSB) e à frente do estratégico município de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, ele será o próximo presidente da entidade até 2023, no lugar de Gilson Daniel (Podemos). O recém-nomeado secretário de Estado de Governo foi quem articulou, junto com o Palácio Anchieta, as movimentações para fazer um sucessor, com efeitos na próxima disputa estadual, quando o grupo tentará se manter no poder, contando com a entidade que tem influência direta nos municípios.

Victor se manteve nas articulações sem fazer alarde ou bater o martelo publicamente. Somente o fez após apresentar a documentação para o registro da chapa, na noite dessa quarta-feira (10), último dia permitido, batizada de “Unidos pelo ES”. A costura juntou o prefeito de Ibatiba, Luciano Pingo (Republicanos), que vinha defendendo sua candidatura em conversas com os gestores municipais. Do partido do presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, agora alinhado a Casagrande, ele entrou na chapa como vice-presidente. Os outros dois nomes do PSB, Fabrício Petri (Anchieta) e Lubiana Barrigueira (ex-prefeito de Nova Venécia), saíram de cena, abrindo espaço para o apadrinhado político de Gilson em Viana,  Wanderson Bueno (Podemos), como tesoureiro, e Jailson Quiuqui (Cidadania), de Águia Branca, como secretário. Fechou-se, assim, uma “arrumação de consenso”, com o PSB na cabeça, como pretendia o governador, rumo a 2022.