Caixa limita transferências de auxílio emergencial para outros bancos

Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial

A Caixa, inicialmente, não vai permitir transferências da 2ª parcela do auxílio emergencial da poupança digital para outros bancos, como determinado na lei do auxílio emergencial. A ação só vai ser possível a partir do dia 30 de maio.

A informação consta na portaria nº 386 publicada no Diário Oficial em 15 de maio e traz as informações sobre o pagamento da 2ª parcela do auxílio. Segundo decreto, “os recursos estarão disponíveis apenas para o pagamento de contas, de boletos e para realização de compras por meio de cartão de débito virtual“.

De acordo com a Lei nº 13.982, que criou o benefício, é garantida “no mínimo uma transferência eletrônica de valores ao mês sem custo para conta bancária mantida em qualquer instituição financeira habilitada a operar pelo Banco Central”.

Procurada pelo Poder360, a Caixa disse que houve uma antecipação dos pagamentos e que a limitação foi imposta para evitar aglomerações nas agências e não vai contra a lei do auxílio emergencial. Os pagamentos começaram na 2ª feira (18.mai).

PAGAMENTOS ESTENDIDOS

O ministro Paulo Guedes disse na 3ª feira (20.mai) que o pagamento do auxílio, previsto para ser efetuado em 3 parcelas, pode ser estendido, porém, com valor reduzia para R$ 200.