Ciro Gomes e Luciano Huck falam sobre fechamento da Ford no Brasil: ‘Bolsonaro vai liquidar nossa Nação’

A montadora de automóveis Ford anunciou nesta segunda-feira (11) que vai encerrar a produção de carros no Brasil, fechando as fábricas em Taubaté (SP), Camaçari (BA) e em Horizonte (CE).

A informação foi publicadaem um comunicado aos investidores em seu site internacional.

“A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford.

A empresa afirma que vai trabalhar junto aos sindicatos para “minimizar os impactos do encerramento da produção”.

Segundo a montadora, os veículos comercializados no Brasil vão passar a ser importados, principalmente das unidades de Argentina e Uruguai, além de outras regiões fora da América do Sul.

Cada vez mais, Luciano Huck vem se posicionando politicamente através de suas redes sociais. O titular do Caldeirão, da Globo, recorreu às mídias nesta segunda-feira (11) para alfinetar o Governo Federal sobre a saída da fábrica de veículos Ford, que deixará o Brasil nos próximos meses.

Luciano comentou que o fim dos trabalhos da montadora no território brasileiro deixará mais de 5 mil desempregados e que tudo não passa por falta de coordenação de Jair Bolsonaro.

“A Ford, uma das maiores montadoras do mundo, deixa o Brasil pra se manter na América do Sul só no Uruguai e na Argentina. Lá se vão mais de 5 mil empregos por aqui”, começou o apresentador no Twitter.

“Sobra descoordenação e falta confiança no país. É efeito da pandemia também, mas é sim ausência de liderança”, finalizou o global. Nos comentários, os seguidores do comunicador debateram sobre o assunto.